terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

vida ... a vida e fudida

Sento-me neste banco e veijo o tempo passar por mim ! Percebo que a vida é simplesmente um circo ... Um circo em que nao ah artistas ... Compreendo a desmotivaçao desta gente ! Ver vezes sem conta o trapecista fazer o pino nao tem graça nenhuma ... Custa ficar sentada aqui e nao partir desta cidade , nao me mexer e ficar calada . O meu silencio encomoda-me , a minha calma desmotiva-me de tentar outravéz . o misterio desta aventura que nao passa de uma sentada neste banco a perder tempo , é cansativo ... perco-me ao andar por estas ruas ah noite , ruas iluminadas mas vazias . Dizem que a depressao mata , percebo que nesta vaga de solidao o meu coraçao morreu ! está imtacto . nao percebo o quanto está coisa me afecta ! Sinto-me revoltada comigo mesma ... Coisas que a vida nos reserva ... Já passa o tempo , pergunto-me como aqui entrei ?! desabafo sozinha nesta noite escura e fria , suspiro com o vento ... faço perguntas ao tempo ... Chego á conclusao que isto ... isto que se vive é uma revoluçao ,sem principio nem fim . Nao vou perder mais tempo com perguntas gastas , nao vale a pena olhar para o relogio e ver que horas sao , nao adianta levar a vida asserio , pois no circo nada tem importancia ... Paro por instantes e sinto-me realizada ,quero manifestar-me de varias maneiras ! nao percebo o quanto inuteis foram os passos em falso que dei ... Quase escorrego neste chao humido .... já quase a chegar a beira do rio pergunto-me que mal fizeram estas pobres pessoas ... Minuscúlos sao os actos que todos cometemos , sao grandes as maldade que uns provocamos ...
Vida ... A vida é fudida !

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto
Lisboa, Portugal
Portugal/Angola contacto : soraiamangoloves@hotmail.com